segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Noite da poesia sem fama

Ah... nada melhor do que pegar uma caneta, um papel e jogar pra fora tudo que lhe der na telha, hj não temos papel nem caneta já que estou utilizando a net ( ó santa net... : p ), mas enfim... a cabeça ainda funciona e os pensamentos estão aqui para serem postos à vista, compartilhado com pessoas que apreciam a velha e boa poesia sem fama. Abaixo seguem as poesias de: Laiz Maria, com Z mesmo ( ps.: eu sou péssima em grámatica e só aprendi uma regra dela por conta de minha amiga lai, lembro dela me dizendo.. " Vanessa não se coloca acento em vogal quando depois vem a letra 'z' ", huahauihiauhahuaiah, depois disso nunca mais errei o nome dela ); depois vem uma de meu amigo Misael Carvalho, muito conhecido entre o povo q frequenta as Conjebs e não perdem uma apresentação dos Papaquitos ( xuxuxu xaxaxá.... hauahuhahau) kisu pra vc garoto!! ; Logo em seguida a de lady, na verdade o nome dela é Polyana ela tinha uma cabelo legal quando a conheci, bicolor... Logo abaixo vem uma minha, sem título como a maioria q escrevo. E por último uma de meu amigo brenokão da malasia, esse até nome chik tem, Rigaud, mas n vou falar muito n pra n dá ibop pro garoto ( ps.: não consegui tirar esses traços d baixo das orações,por isso fica assim). Beijos e apreciem... Mas com moderação xD

"Tem dias que eu tô afim
Afim de nada fazer
Afim de andar pelas ruas
Afim de me percorrer
Me encontro em baixo de chuva
Sem saber nem mesmo porquê
Tem dias que eu sou a caça
Em outros o caçador
Uns dias eu faço injustiça
Em outros eu que sinto a dor
Nos palcos esqueço minha vida
E me iludo em poder viver
Uma coisa que se não é vida minha
Quem sabe um dia vai ser
Tem dias que eu tô afim
Só não sei mesmo de quê"
Laiz Souza

Não me fale da saudade que em meu peito agora arde em não te ver.
Falar das lembranças,do tempo que éramos crianças,do tempo que transformei
com você.
Mostre que é forte e só sofre quando quer,pois a vida é feita de certeza no
que se quer.
Vivemos este futuro porém não cremos no mundo onde não exista o eu e
você.
Falamos das lembrançasdas saudades e das crianças
que cresceram comigo e com você.
Misael de Jesus Carvalho.

Perdida..mente...
Silêncio,Milhares de palavras, pensamentos
Tento organizar..
Mas não me parece possível.
Em uma mistura de angústia e felicidade,
Que na verdade é uma felicidade angustiante
Porque?
Talvez porque não pode se realizar por completo
Ou talvez porque não seja de fato felicidade
Em certa conversa, outra noite
Tentava explicar algo escrito,
Acho que não consegui, nunca consigo
Não me saio bem em conversas de qualquer tipo
Quando penso que tudo está entendido..
É porque mais que nunca, tudo está confuso
E pra tanta confusão, uma solução das mais simples
E mais gostosas.
Um beijo.
by lady.

é madrugada...o tempo passou
pensei,tentei,sorrir...
passou...
o tempo passou
coração bateu,boca pediu beijo seu,
mas bateu,passou,tempo
eu nunca li pensamento,
mas lembrei do tempo
o tempo seu era meu
passou,bateu,tempo
arrependimento?
naum, apenas lembrança do tempo
do tempo de sentir sentimento
de trocar pensamento
e n sentir o tempo
que pediu
sentiu
passou...
Vanessa Manuelle


Você cativou num beijo...
Lágrimas escorreram o peito,
Sorriso encontrou espelho,
eu encontrei seu jeito.
Sonho que já não esqueço,
Mania que me custa o preço,
É você quem me espanta e perco,
Mentiras que já desconheço.
É menina de pouca lua,é a mais bela das poucas nuas,
é tão grande nas manhãs que sua,loira, morena, não se sabe a tua."
(brenocao)

Um comentário:

Laiz disse...

Que felicidade... tanto tempo sem entrar no blog e qd venho encontro uma poesia minha :D
Saudades minha princesinha